• A tecnologia é uma grande aliada para que as empresas sobrevivam no mercado.
  • Com a automação dos processos, a empresa pode encontrar novas formas de aumentar a produção, sem gastar mais.
  • Durante uma crise, a economia de recursos não significa que sua empresa não deva investir em inovação.

Uma frase muito comum dita em períodos de recessão, é que toda crise é uma oportunidade. Mesmo que a situação seja ruim, é muito pessimista deixar que o medo atrapalhe o desempenho e habilidades da sua empresa.

Geralmente, um cenário desafiador, conta com a redução do consumo, ou o aumento do desemprego. Então, as empresas sempre buscam maneiras de não entrarem em uma crise interna, visando sempre a manutenção da sua produtividade e a não desaceleração da sua atividade.

Para isso, o uso da tecnologia pode contribuir para a conquista desses objetivos. Muitas empresas conseguem passar por uma crise sentindo menos o efeito da mesma, pois já estão mais cientes sobre as vantagens da transformação digital nas empresas.

Veja como o investimento em tecnologia e inovação se tornam grandes aliados dos negócios nos períodos de retração econômica.

Setor de tecnologia sempre fortalecido

A IDC já fez suas previsões para o mercado brasileiro de TIC, Tecnologia da Informação e Comunicação, para 2020. A consultoria revelou que o Brasil terá um crescimento de 4,9% nesse setor, impulsionado pelo grande aumento no faturamento do nicho de computação na nuvem e pela aceleração no mercado de softwares.

Isso mostra que o setor de tecnologia, parece sempre desafiar o pessimismo do mercado. E assim como as próprias empresas de tecnologia sofrem menos com uma crise, as empresas detentoras das tecnologias criadas também se beneficiam das soluções digitais.

E para estarem preparadas hoje, nos últimos dois anos, muitas empresas tiraram da gaveta projetos para melhoria de processos e adoção de novas tecnologias. Pois precisavam se adequar à queda na produção, ao aumento de custos, mas, principalmente, se preparar para a retomada do crescimento.

Como dito por Armando do Valle Junior, vice-presidente para América Latina da Whirlpool.

Com os níveis de inflação que tivemos nos últimos anos, a empresa que não investiu em produtividade passou por grandes apuros.

Em um cenário em que muitas empresas estão defasadas no quesito tecnológico, quem investe em softwares de gestão, ferramentas que otimizam a comunicação interna, ou até mesmo comece a adotar uma cultura de tecnologia em sua empresa, pode ter saltos de produtividade.

Portanto, os negócios que estiverem aptos para começar um novo ciclo de desenvolvimento com diferenciais competitivos possuem grandes chances de chegar em posições de liderança em seus respectivos mercados.

Afinal, as empresas que estão sempre um passo à frente dos seus concorrentes, são aquelas que conseguem manter sempre o seu nível de produtividade acima da média do mercado, independente das situações que a cercam.

A vantagem de estar preparado

As empresas que possuem seus produtos tecnológicos, são mais preparadas para lidar com situações adversas, pelos inúmeros benefícios que a automatização dos seus processos pode trazer.

Quando a economia se encontra em recessão, elas vão contra as regras do mercado, e seguem um fluxo diferente das demais, que geralmente entram em um período de retração.

Abaixo listamos algumas das vantagens que a tecnologia pode trazer, e como elas servem como um amparo, para evitar que as empresas entrem em uma crise interna, mesmo com o cenário externo ruim.

Monitoramento das atividades

A modernização do ambiente corporativo é essencial para que os gestores possam monitorar e supervisionar o que acontece com mais facilidade, até mesmo remotamente.

E um grande aliado a isso, é a utilização dos software de gestão, pois é uma ferramenta que promove a agilidade na administração da empresa, e da atividade principal do negócio.

Segundo os dados da ABES,Associação Brasileira de Empresas de Software, o Brasil ocupa a 9° posição no ranking mundial de investimento em TI, e os investimentos cresceram cerca de 10% em 2018.

Muitos desses investimentos estão sendo aplicados justamente para tornar as empresas mais digitais, e que as suas atividades não se limitem a um determinado espaço físico.

Controle dos resultados

Uma das principais características do mercado durante uma crise é a volatilidade. Tudo pode mudar em pouco tempo e, inclusive, a mudança pode ser uma piora do cenário. Por isso, é importante que a gestão fique atenta ao comportamento do mercado, para antecipar seus movimentos.

Por isso a importância dos sistemas de gestão, pois eles centralizam, coletam, segmentam e analisam indicadores de performance internos e benchmarks externos, tanto do setor financeiro, como a operação da empresa.

Em momentos de crise, esses dados podem ser a diferença entre se perder no controle das finanças ou se tornar a referência para a próxima grande expansão do mercado.

Empresas Tecnológicas sofrem menos em épocas de crises- Controle dos resultados

Continuidade da produtividade

Produzir sem perder a qualidade em períodos de crise é um grande desafio no mundo corporativo. Por isso, a tecnologia é a garantia de que o desempenho de suas equipes estará sempre elevado, para garantir resultados significativos para o seu negócio.

Para isso, diversas ferramentas são úteis e estão se tornando cada vez mais comuns, como as soluções que permitem que você possa conectar sua empresa na palma da mão, possibilitando que seus processos sejam contínuos e aconteçam de qualquer lugar.

Quando a empresa consegue manter a sua produtividade, as suas perspectivas para a retomada do crescimento serão as melhores, pois não haverá defasagem em sua produção, e seu planejamento seguirá continuamente.

Custos reduzidos

Em momentos de dificuldades financeiras, o primeiro pensamento de muitos gestores, é na diminuição dos gastos. No entanto, nem sempre isso é necessário, pois as ferramentas tecnológicas automatizam procedimentos rotineiros, gerando uma grande economia para o negócio.

As empresas que já atuam apoiadas na tecnologia, já possuem seus custos reduzidos, sendo para elas mais fácil encarar os desafios financeiros gerados por uma crise.

O que evita corte de gastos desnecessários, e tornam suas projeções financeiras muito mais previsíveis, ajudando os gestores a agir de forma coerente e inteligente, para que os impactos negativos não sejam de longo prazo.

Maior comunicação interna

Quando as empresas são automatizadas, muitos dos seus processos podem ser resolvidos online, inclusive a comunicação entre os colaboradores. Como já dito, através de softwares e ferramentas de comunicação, todos conseguem ter acesso remoto aos processos da empresa.

Isso é fundamental para acelerar as atividades na empresa e fortalecer o trabalho em equipe dos colaboradores, dando a oportunidade da empresa apostar até mesmo no home office.

Essa facilidade pode ser um diferencial em períodos de crise econômica, evitando principalmente que as empresas recorram ao corte de pessoal, ou que precisem paralisar totalmente suas atividades.

Maior relacionamento com os clientes

Uma das maiores dificuldade quando as empresas se encontra em crise, é manter todas as atividades da empresa funcionando normalmente. Porém, poucas enxergam que continuar mantendo um relacionamento com seus clientes é essencial para que o negócio não perca seu espaço no mercado.

Hoje em dia, é cada vez mais comum que as empresas criem canais para se comunicar com seus clientes, seja para a venda de um produto, ou para prestar algum tipo de assistência.

Muito deles são chatbots, um programa que tenta simular uma conversa e, além de fazer com que as empresas economizem, agiliza os processos. Hoje, no Brasil, temos grandes marcas que apostam nessas soluções, como a Magazine Luiza, e o Bradesco.

A qualidade no atendimento ao cliente é essencial para qualquer negócio, por isso é importante que a empresa possua essas canais para lidar diretamente com seu eles e mostrar que a empresa sempre está à sua disposição, independente do cenário.

Empresas Tecnológicas sofrem menos em épocas de crises- Maior relacionamento com os clientes

Melhores metodologias

Além do ganho financeiro, outra otimização fornecida pela tecnologia nas empresas diz respeito ao ganho de tempo. Com menos interferência humana, os processos demoram menos para serem concluídos, com a mesma ou maior eficiência.

Dessa maneira, a operação se torna muito mais ágil, aumentando a capacidade produtiva da empresa. Pois essas metodologias ajudam as equipes a lidar com armadilhas como custo, previsibilidade do cronograma e escopo do projeto, de forma mais controlada.

Em um momento de crise, isso significa fazer mais com menos, diminuindo a necessidade da empresas utilizar recursos que podem ser poupados, como mão de obra, e aumentando a produtividade de maneira geral.

Maior mobilidade

Quando bem implementada, a tecnologia também dá mais flexibilidade e mobilidade ao negócio de uma maneira geral. Com a computação na nuvem, por exemplo, o sistema da empresa está acessível aos colaboradores de qualquer lugar no mundo.

O trabalho remoto hoje é um grande diferencial competitivo, e pode ser um diferencial em tempo de crise. Um sistema do tipo permite melhor comunicação com colaboradores que estejam viajando, com equipes externas e até mesmo com clientes.

Assim, a empresa não fica presa a apenas alguns recursos e locais, facilitando toda essa movimentação estratégica que é tão indispensável em cenários de dificuldades econômicas.

Nunca é tarde para investir em tecnologia

Não há tempo certo para se investir em tecnologia, o mercado sempre segue aquecido. Seja em períodos de crise, ou não, é sempre o momento para tirar uma ideia do papel.

Segundo uma pesquisa divulgada pela Brasscom, Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, o setor de TI no Brasil tem um peso de 7% no PIB nacional.

Além disso, o estudo aponta que, até 2021, o investimento em tecnologia deve movimentar mais de 250 milhões de dólares.

Isso mostra que o impacto digital no mercado é grande, e uma realidade que vem sendo fortalecida. Sendo uma boa alternativa para as empresas se manterem competitivas no mercado em momentos de dificuldades.

Para isso, é essencial que os gestores vejam a tecnologia como uma aliada estratégica, e não como um gasto a ser cortado. Adquirir equipamentos, software e contratar serviços de TI, quando feitos de maneira inteligente, é um investimento e pode ajudar as organizações a vencerem a recessão.

Pois muitas empresas acabam negligenciando as suas demandas tecnológicas, e acabam se colocando em uma posição inferior as demais empresas no mercado, correndo ainda mais riscos, pela falta de infraestrutura e ineficiência operacional que elas possuem.

Em uma pesquisa realizada pela Abranet, Associação Brasileira de Internet, entre 2012 e 2014, período de grande recessão econômica no Brasil, as empresas do segmento da internet, viram seu faturamento crescer de R$ 96,4 bilhões para R$ 144,7 bilhões no período. O que representa quase 2% do faturamento de todas as empresas brasileiras.

Esses números mostram uma tendência clara, em períodos de recessão, e apertadas pelas crises, as empresas recorrem a tecnologia para reduzir seus custos, sem diminuir sua produtividade e qualidade dos seus serviços.

Então, é preciso ficar cada vez mais claro para as organizações que, para combater a crise econômica e garantir a sobrevivência no mercado, é necessário usar as tecnologias certas a favor da inovação, da resolução de problemas e de serviços mais eficientes capazes de gerar mais oportunidades de negócio.

Empresas Tecnológicas sofrem menos em épocas de crises- Nunca é tarde para investir em tecnologia

Conclusão

É importante mencionar que o investimento em inovação e tecnologia deve ser algo contínuo. O segredo do sucesso são suas tentativas e sua persistência para que o negócio tenha bons resultados e você possa aproveitar os benefícios que a tecnologia pode trazer.

Nunca deixe que um cenário negativo atinja seus negócios, é sempre a hora de pensar em inovações, e fazer da tecnologia uma aliada, seja para sua produtividade, ou para ajudar nas tomadas de decisão.

Sendo assim, podemos afirmar que as empresas que possuem soluções mais inovadoras, acabam tornando o seu negócio mais estável, mesmo nos momentos de mais turbulência. Portanto, o diferencial competitivo que elas possuem das demais, as colocam em uma posição de sucesso.

Links para Leitura

Eduarda Terra

Especialista de Marketing na GoBacklog, uma empresa especializada no desenvolvimento de soluções digitais que vem mudando a forma de se criar negócios digitais de sucesso. Estudante de Economia na UFJF.