Siga-nos nas redes sociais

Você busca mais produtividade e rapidez nas entregas dos seus projetos? Então precisa saber o que é sprint. Essa é a base da metodologia Scrum para gerenciamento de projetos, que aumenta o engajamento do time e proporciona mais eficiência aos processos.

A utilização de sprints traz mais transparência ao processo de desenvolvimento, o que melhora a comunicação interna e o relacionamento com os clientes. Por isso, ao implementar essa metodologia, é possível aprimorar a qualidade do trabalho das equipes e também das entregas finais.

Quer saber o que é sprint e quais são suas etapas de realização para implementá-la na empresa? Então acompanhe a leitura!

O que é sprint?

As sprints são cada uma das etapas de um projeto desenvolvido de acordo com a metodologia Scrum. Toda sprint tem uma meta a ser atingida e consiste no desenvolvimento e na entrega de uma versão utilizável do produto final ao cliente.

Elas têm um tempo de duração predeterminado e geralmente são curtas, não excedendo o período de um mês — o que diminui os riscos e a propagação de erros. Além disso, as sprints ocorrem de forma iterativa, ou seja, assim que uma delas termina, uma nova é iniciada, de forma que o projeto vá sempre progredindo em direção à sua versão ideal.

Quais são suas etapas?

Uma sprint deve seguir alguns passos essenciais para o seu bom funcionamento, que são:

  • Reunião de planejamento
  • Desenvolvimento
  • Encontros diários
  • Revisão
  • Retrospectiva

Veja a seguir como funciona cada um deles.

Planejamento

O planejamento é a primeira etapa de realização de uma sprint, e nele é feito um plano que vai nortear todo o trabalho do time de desenvolvimento. Um dos principais fatores que deve ser definido no planejamento é o objetivo da sprint, que será o mesmo até o seu encerramento.

É importante que o planejamento seja feito em uma reunião com todos os membros do time, para que os propósitos da sprint sejam bem entendidos. Essa reunião deve ser guiada pelo Scrum Master, que é o líder responsável por gerenciar a aplicação da metodologia. Nela, deve estar presente também o Product Owner, que é responsável por garantir que as especificações do produto sejam atendidas.

Ao definir o que será feito na sprint, é preciso analisar o Backlog do produto — no qual estão descritas as funcionalidades esperadas no produto final. Com base nele e no que já foi desenvolvido em sprints anteriores, o time deve determinar as prioridades e selecionar quais funcionalidades serão implementadas.

No planejamento, também é preciso criar uma lista de tarefas para o time (Backlog da sprint). A equipe deve sempre definir uma meta alcançável dentro do prazo da sprint, de acordo com suas possibilidades. Para isso, é interessante definir tarefas que possam ser concluídas em curto prazo, preferencialmente em um só dia.

Execução e desenvolvimento

Nessa etapa, a equipe deve começar a realizar as atividades estipuladas e acompanhar o progresso do trabalho. O ideal é que todas as tarefas planejadas sejam concluídas dentro do prazo, e para isso os membros do time devem colaborar entre si.

Na maioria das vezes, o planejamento feito inicialmente precisa de algumas modificações para tornar-se ideal, o que fica claro durante o desenvolvimento. Por isso, é possível fazer mudanças no Backlog da Sprint de acordo com necessidades descobertas nesse momento.

Qualquer dificuldade encontrada na etapa de execução deve ser anotada para que possa ser resolvida durante os encontros diários. Assim, podem ser feitas melhorias constantes para que o processo de desenvolvimento se torne mais simples e eficiente.

Encontros diários

O time de desenvolvimento deve participar de encontros diários, nos quais é discutido o andamento da sprint e é feito o planejamento das atividades para o dia seguinte. Eles são essenciais para que o time não se desvie da meta da sprint e para garantir a produtividade de todos os membros da equipe.

Nas reuniões, todos devem analisar o que foi feito desde o último encontro e como cada um está contribuindo para atingir a meta final. Além disso, é importante detectar se há algum obstáculo que está atrasando o andamento do projeto para que o problema seja resolvido o mais rápido possível.

Os encontros devem ser curtos, com duração de aproximadamente 15 minutos, e são conduzidos pelo próprio time. O Scrum Master deve garantir que as reuniões aconteçam todos os dias. Elas são indispensáveis, pois auxiliam na detecção de erros, melhoram a comunicação e aumentam as chances de alcançar a meta da sprint de forma satisfatória.

Revisão

A revisão é uma reunião mais longa, na qual tudo o que foi feito na sprint e as modificações feitas no Backlog do produto são analisados. Com base nas dificuldades encontradas e no resultado alcançado, a equipe pode buscar pontos de melhorias para a próxima sprint.

O Product Owner, que conhece bem as necessidades do cliente e sabe como o produto final deve funcionar, vai avaliar os trabalhos desenvolvidos até então. Assim, ficarão claros os acertos e os erros, e quais itens já estão prontos ou não.

Dessa forma, é possível ter uma noção mais correta dos prazos de conclusão do projeto e planejar melhor o seu orçamento. Além disso, o Backlog do produto será atualizado e informações valiosas poderão ser obtidas para serem usadas na reunião de planejamento da próxima sprint.

Retrospectiva

A retrospectiva é uma reunião um pouco menos demorada do que a de revisão, na qual participam o Scrum Master e os membros do time. Nela, é verificado se todos os processos estão ocorrendo de forma eficiente e de acordo com as melhores práticas da metodologia Scrum.

Na reunião podem ser levantadas questões sobre o relacionamento entre a equipe, falhas de comunicação e a adequação das ferramentas utilizadas. Assim, é possível planejar formas de eliminar os problemas encontrados e otimizar o processo de desenvolvimento.

O Scrum Master deve sempre buscar maneiras de fazer com que o time melhore a qualidade do trabalho e, consequentemente, a qualidade do produto. Todos os pontos de melhoria identificados devem ser implementados na realização das próximas sprints.

A execução das sprints na metodologia Scrum engaja a equipe e aumenta sua produtividade, já que todos têm uma visão bem clara do projeto. Dessa forma, todos os membros se envolvem com as metas e há um esforço conjunto para aprimorar os processos da sprint. Assim, é possível alcançar melhores resultados e entregar produtos cada vez melhores para os clientes.

Gostou de saber o que é sprint? Quer entender melhor como funciona a metodologia Scrum? Então descubra o que ela é e como utilizá-la nos projetos!

William Oliveira

Sócio e Diretor de Operações da GoBacklog, uma empresa especializada no desenvolvimento de projetos digitais que vem mudando a forma de se criar negócios digitais de sucesso. Empreendedor e Engenheiro de Software, já passou por grandes como Dafiti e Rocket Internet, onde morou na Alemanha e conheceu o gigante mercado de startups e sua cultura. Conta com mais de 10 anos de experiência, sendo 4 deles no Vale do Silício, onde ajudou a criar um produto do zero.
Fechar