Siga-nos nas redes sociais

A palavra que mais se tem ouvido ultimamente é produtividade. Por que essa palavra está tão em foco? E por que cada vez mais o mercado exige profissionais com perfil produtivo?

Se você quer descobrir se é um profissional com perfil produtivo e de autogerência para trabalhar remoto, esse post é pra você. Descubra o que buscamos nos profissionais GoBacklog nesse guia completo que preparamos.

O profissional que o mercado busca

Tempo nem sempre é dinheiro! Hoje em dia, tempo vale mais que o salário no fim do mês e foi exatamente isso que o mercado identificou. Ser produtivo, saber administrar o próprio tempo e se reinventar, é ouro.

O profissional especializado, focado em gerar valor, é a principal aposta do mercado. Afinal, competência e conhecimento técnico consistente é um requisito muito valorizado em cada área específica de atuação.

Neste mesmo sentido, o profissional multifuncional também vem ganhando espaço, por se reinventar e buscar melhorias constantes. Expandindo o campo de visão e trazendo sempre novas tecnologias e agregando novos conhecimentos à sua área de especialidade, mas com uma característica mais generalista. O que muda de um para o outro é o rol de competências somadas às especialidades.

O mercado se prepara para receber profissionais mais autônomos do ponto de vista dos vínculos trabalhistas. Profissionais preparados para trabalhar em equipe, de forma colaborativa, somando competências e desenvolvendo parcerias. Profissionais mais flexíveis, criativos e preparados para cenários menos estruturados e mutáveis. O diferencial é o colaborador com capacidade de adaptação.

Produtividade em foco

Ao pesquisar pela palavra “produtividade”, no Google, milhares de artigos sobre produtividade disputam posições nas páginas de resultados. Artigos de como aumentar sua produtividade – X passos para aumentar sua produtividade, guias com hábitos a serem adotados pelos profissionais a fim de se tornarem mais produtivos – são produzidos aos montes.

Por quê? Porque é o que todos querem! Tanto o mercado, quanto o profissional que se desdobra para atender às expectativas do mercado. Se sentir produtivo, hoje, é mais valorizado do que apenas entrar no modo ‘piloto automático’ e cumprir as horas de trabalho, esperando em desespero pelo fim do expediente.

É provável que esse profissional ‘piloto automático’ esteja entediado ou se cansou do seu trabalho. Ele pode não estar satisfeito com seus rendimentos ou com as funções atribuídas ao seu emprego. A ele cabe apenas cumprir com suas obrigações como trabalhador e esperar que seu empregador cumpra com suas obrigações trabalhistas. Essa relação de trabalho está entrando em extinção e é bem aí que a gente entra.

Esperamos que o nosso colaborador se sinta produtivo, porque nos sentimos motivados e felizes quando somos produtivos. Essa é nossa cultura! Esperamos que o nosso especialista sinta-se livre para tomar decisões, ter pensamento crítico e autonomia para resolver problemas com a autoridade de sua especialização. Queremos pessoas felizes na nossa equipe!

O home office nosso de cada dia

Home office pode ser o mocinho ou o vilão. Tudo depende do ponto de vista e qual é o perfil do profissional que se propõe a trabalhar remoto. Algumas pessoas apenas não conseguem se organizar, gerenciar o próprio tempo e precisam que outras pessoas lhe digam o que fazer. Esse não é o perfil que buscamos. Isso não significa que não ser auto gerenciável seja algo ruim, apenas não é compatível com o que buscamos no profissional que vai compor nosso time.

Para trabalhar remoto é indispensável ao profissional ser comprometido com o planejamento do próprio tempo, lidar bem com metas e ser focado. Essas são características do profissional ideal, afinal, trabalhamos com produtividade, literalmente. Buscamos por profissionais produtivos e focados, profissionais que se comprometem tanto com o trabalho quanto com a qualidade do que ele está entregando.

O home office, às vezes, passa a impressão de descompromisso com o objetivo, quando na verdade, o desafio é saber ser produtivo em casa – ou em qualquer outro lugar que não seja na empresa – com várias distrações e a ausência da famosa figura do patrão, no pescoço, cobrando o job até o fim do dia.

Ainda assim, gostamos do desafio de lidar com nosso próprio tempo, organizar nossa própria rotina e ter flexibilidade no trabalho. Amamos a liberdade de identificar e decidir os nossos picos de produtividade. A era da informação chegou e ela nos permite unir talentos dos quatro cantos do mundo, sem que esses talentos estejam geograficamente no mesmo espaço. Por que não transformar isso em uma oportunidade?

5 hábitos indispensáveis ao profissional remoto

É altamente focado

Uma pessoa produtiva é obstinada e dificilmente perde o foco quando está realizando suas tarefas. Porque ela sabe que sua produtividade, o modo como executa suas tarefas e como ela leva a sério seu planejamento diário e suas metas, é que vão deixá-la mais próxima dos objetivos que determinou para sua vida e carreira.

Por isso, é raro ver uma pessoa focada se desviando do caminho dos resultados, mesmo com tantas distrações prontas para cumprirem seu papel.

Faz planejamento diário

É indispensável ao profissional remoto – que quer ser produtivo – o planejamento diário do seu tempo, das suas metas. Esse colaborador precisa saber exatamente o que deve fazer diariamente – cronogramas de prazos, reuniões, demandas. O planejamento evita que o profissional perca tempo em atividades desnecessárias, dessa forma, ganhar tempo para realizar atividades pessoais como jogar, brincar com o pet, ficar com a família ou consigo mesmo. Ou seja, se planejar é ganhar qualidade de vida.

Valoriza o trabalho em equipe (mesmo estando remoto)

Apenas ser produtivo também não basta, é necessário que esse profissional entenda que sozinho ele não chegará a lugar algum. Por isso, ele valoriza cada um dos profissionais que estão à sua volta, pois entende que apenas com o trabalho realizado em equipe, com sinergia, é que as coisas tendem a fluir de maneira mais eficiente e produtiva. Esse profissional entende que só assim é possível atingir bons resultados.

Utiliza de ferramentas modernas para facilitar seu dia-a-dia

Para mensurar produtividade e manter a concentração, utilizamos a Técnica Pomodoro. Para planejar tarefas, prioridades ou mantermos uma comunicação interna sem ruídos, utilizamos outras ferramentas modernas. O profissional remoto que quer se tornar mais produtivo não abre mão dessas ferramentas e/ou aplicativos que otimizam sua produtividade.

Seja para gerenciar tempo, tarefas e prioridades, seja para fugir das distrações da internet ou para organizar seu tempo livre com qualidade, esse profissional não dispensa essas ferramentas. Elas só fazem facilitar nossa vida e estimular nossa produtividade.

Consegue identificar os momentos de alta produtividade

É bem provável que você já tenha reparado que ao longo do dia nossa disposição vai mudando. Os dias não são todos iguais no que diz respeito a ser produtivo, é possível identificar uma parte do dia na qual você se sente mais disposto e produtivo. Não é mesmo? Pois bem, o profissional produtivo, mesmo trabalhando de casa, consegue identificar claramente essas situações e as tem como aliadas.

Seja em qualquer momento do dia, esse profissional identifica e aproveita desse pico de produtividade para produzir mais.

Você possui esses hábitos? Se identifica com o perfil que buscamos? Conta pra gente das suas competências e qualidades. Deixa a gente conhecer você!

Produtividade para trabalhar home office

William Oliveira

Sócio e Diretor de Operações da GoBacklog, uma empresa especializada no desenvolvimento de projetos digitais que vem mudando a forma de se criar negócios digitais de sucesso. Empreendedor e Engenheiro de Software, já passou por grandes como Dafiti e Rocket Internet, onde morou na Alemanha e conheceu o gigante mercado de startups e sua cultura. Conta com mais de 10 anos de experiência, sendo 4 deles no Vale do Silício, onde ajudou a criar um produto do zero.
Fechar