Siga-nos nas redes sociais

Os malvertisements são uma técnica utilizada por cibercriminosos para espalhar malwares na Internet por meio de propagandas maliciosas em sites legítimos. No entanto, a natureza desse tipo de ataque vem se aperfeiçoando, o que torna cada vez mais difícil distinguir os anúncios falsos dos originais.

Quer saber como evitar esse problema na sua empresa e manter a segurança de dados? Continue a leitura e saiba mais detalhes!

Ação dos malvertisements

São propagandas que redirecionam os usuários para sites que vão disseminar softwares indesejados no computador, a menos que a pessoa esteja com o seu antivírus ativo e atualizado, bloqueando o ataque e evitando a infecção.

Pessoas que executam navegadores e sistemas operacionais diretamente na web são as mais vulneráveis a esse tipo de problema.

As ameaças virtuais que acompanham a publicidade fraudulenta são muito utilizadas por pessoas mal-intencionadas, que usam a tecnologia para o roubo de dados, senhas e outras informações sigilosas da organização. Também são usadas como porta de entrada para ransomwares.

Zona cinzenta

Nem sempre os malvertisements contêm apenas malwares. Trata-se de uma zona cinzenta, de onde podem surgir vários tipos de pragas digitais, capazes de instalar um programa legítimo junto a um software malicioso, que rouba dados ou as credenciais do usuário. Também podem instalar cookies de rastreamento, sem o seu consentimento.

As redes de anúncios on-line confiáveis proíbem publicidade maliciosa ou fraudulenta. Entretanto, algumas delas são coniventes com esse tipo de conteúdo. Por isso, é preciso verificar a reputação da página antes de publicar a propaganda da empresa.

Do contrário, ela pode passar uma imagem negativa para seu público. Afinal, ninguém quer conhecer o site de uma organização e sair dele com malwares que vão expor suas informações confidenciais e provocar prejuízos.

Anúncios legítimos que parecem fraudulentos

Essa é uma categoria complexa e difícil de ser descoberta. São propagandas legítimas, mas que aparentam ser um perigo em potencial. Entre elas, estão as que prometem ganhar dinheiro sem sair de casa, mas que direcionam a pessoa a sites normais, ainda que sua metodologia de atuação seja similar ao método dos fraudulentos.

Nesse caso, a melhor opção é não clicar em anúncios que pareçam suspeitos. Clicar em um banner por curiosidade também pode ser uma péssima ideia.

Proteção contra malvertisements

Esse tipo de ameaça coloca em grande risco tanto os visitantes do site quanto as empresas de onde eles se conectam. Os usuários podem ser infectados por todo tipo de praga digital, que rouba seus dados e causa danos ao computador. Ao mesmo tempo, a reputação da organização é manchada, caso seu site hospede malvertisements.

Para manter a segurança, startups e pequenos e médios negócios devem utilizar antivírus e antimalwares e mantê-los sempre atualizados. Além disso, é importante capacitar e instruir os colaboradores para utilizar senhas fortes, que dificultem a invasão do sistema, além de orientá-los a não clicar em anúncios demasiadamente chamativos.

Os malvertisements estão cada vez mais modernos e discretos. Por isso, é importante investir em um serviço de segurança mais efetivo e minimizar o risco. Assim, você evita se tornar a próxima vítima e mantém a proteção da rede corporativa.

Se você gostou do nosso post, não deixe de investir na segurança de dados. Aproveite e confira também nosso artigo “5 erros que comprometem a segurança de dados de uma empresa”! Vamos lá!

Daniel Antunes

Fundador e CEO da GoBacklog, uma empresa especializada no desenvolvimento de projetos digitais que vem mudando a forma de se criar negócios digitais de sucesso. Empreendedor, Investidor e Graduado em Sistemas de Informação, Pós-graduado em Engenharia de Software e também em Gestão Estratégica de Negócios e Projetos, com mais de 10 anos de experiência no mercado de internet.
Fechar