Siga-nos nas redes sociais

Foi-se o tempo em que interfaces pouco intuitivas eram um padrão no consumo e uso de softwares. Hoje a realidade é bem diferente e a norma é sempre a facilidade no consumo das informações. Para que isso acontecesse houve uma evolução tanto no Front-End, que trata de interação com o usuário e do Back-End, que trabalha a interação lógica do que é servido ao usuário.

Em mais um episódio da série Conversando com o C-Level, o nosso CTO, William Oliveira, fala sobre a diferença existente nessas duas abordagens e como são partes importantes dos processos para boa experiência do usuário.

Então, você tem o Front-End em uma base de códigos separada do Back-End e eles se interagem. Esse é o modo preferível de desenvolver hoje, porque você pode ter uma equipe trabalhando focada no Front-End entregando os resultados que você espera ali e outra no Back-End. E elas conseguem trabalhar em paralelo sem uma atrapalhar a outra, sem ter muito conflito no que elas estão fazendo

O que é Front-End?

Front-End é basicamente a interface do usuário, sendo tudo o que o usuário pode ver e interagir com toda a “frente” do software. Há então as camadas de interações do usuário, ou seja, efeitos, animações e etc.

Toda interatividade que existe em uma página, ao clicar em algo e ter um alerta, por exemplo, todo fluxo da aplicação e toda a camada visual é o Front-End.

O que é Back-End?

O Back-End é exatamente o oposto do Front-End. Se no Front-End existe toda a parte visual e interativa, no Back-End não existe nenhuma interação direta com o usuário. No Back-End é onde os dados são tratados, e onde são feitas as requisições para o banco de dados para inserir, ler, arquivar esses dados, sendo ele a camada de trás da aplicação.

Se no Front-End você clicou por exemplo em uma lista de usuário para visualizar, ela fará uma requisição, fazendo um pedido dessa informação ao Back-End, que irá processar e tratar esses dados e dar o retorno ao Front-End.

Mesmo que o usuário não tenha uma interação direta com o Back-End, essa camada está sempre atuando a favor, embora o usuário não consiga ver e nem tocar, ela existe como um suporte para o software em utilização, sendo uma parte muito importante do desenvolvimento do software.

Qual a importância dos desenvolvedores Front-End e Back-End para a estruturação de um negócio digital?

Sendo o Front-End a camada do usuário, para um negócio ou produto digital, ter essa interação com o usuário é algo extremamente importante. Se existe um produto que é publicado na web ou de forma digital, sem o Front-End não existe uma interação com o usuário.

Assim como o Back-End, se você não tiver uma forma de gravar e deixar que o usuário possa manipular esses dados com o Back-End, você não tem uma aplicação completa de software. Nesse sentido, existe uma grande importância em manter essas duas frentes de desenvolvimento caminhando sempre juntas para qualquer empresa que esteja atuando no meio digital.

O consumidor tem contato direto com o Front-End, por isso é importante que sua interface seja moldada de acordo com os interesses desta persona. Só com um bom Front-End, uma solução digital consegue garantir boa experiência ao usuário?

Não adianta muito você ter uma interface rica e que trabalhe bem servindo sua persona, se você não tem uma Back-End que vai corresponder a tudo isso. Se, por exemplo, você tiver uma lista de usuário, ao clicar nela, é possível ter uma boa experiência de uso e de fluxo.

Mas se ela ficar carregando eternamente ou até mesmo apresente erros na hora de trazer esses dados para o usuário consumir, não adianta você ter um Back-End maravilhoso e que funcione muito bem, se você não tem o que realmente precisa, que são os dados.

É preciso levar em conta também que vai depender da sua aplicação. Existem aplicações que apenas o Front-End pode servir para bastante coisa e não necessariamente você irá precisar de uma camada Back-End, mas no contexto geral, o Front-End e o Back-End precisam caminhar alinhados para que exista uma boa experiência do usuário.

É possível trabalhar o Front-End e o Back-End de modo unificado?

É possível ter uma aplicação onde têm a interação desses dois bem próximas. Mas hoje, existem diversas ferramentas e bibliotecas em Javascript que permitem a separação dessas responsabilidades. Com a separação de tudo que está no Front-End e de tudo que está no Back-End, então elas interagem de uma forma remota.

É basicamente o que seria uma arquitetura de micro-serviço, tendo Front-End numa base de código separada do Back-End e elas se interagem. Esse é o modo mais aconselhável de desenvolver hoje, porque você pode ter uma equipe focada no Front-End, entregando os resultados esperados ali, e outra no Back-End, trabalhando paralelamente, sem que nenhuma atrapalhe a outra.

Como a GoBacklog trabalha as etapas de Front-End e Back-End?

Aqui na GoBacklog depende do tipo de solução. Existem soluções que a gente decide usar primeiro o Front-End, começando a implementação e ter uma ideia do que nós estamos buscando na interação do usuário.

Então, primeiro você tem essa experiência do usuário começando a ser montada e é aí que você tem uma ideia macro do que você está esperando daquela solução em termos visuais, em efeitos, animações, e o que você quer realmente entregar na experiência.

Enquanto outros em que decidimos iniciar pelo Back-End se for algo muito aplicado em API, faz todo o sentido você começar desenhando e fazendo o design da API, tratando toda essa parte de Back-End primeiro, para depois começar a implementar o Front-End.

Por isso, vai muito do tipo de solução que nós estamos lidando. O tipo da solução realmente impacta nessa decisão, porque às vezes faz mais sentido começar por uma, ou pela outra.

Links para Leitura

Priscylla Silva

Especialista de Marketing na GoBacklog, uma empresa especializada no desenvolvimento de soluções digitais que vem mudando a forma de se criar negócios digitais de sucesso. Jornalista, apaixonada por Marketing e uma grande fã de inovações tecnológicas.
Fechar
1
Oi, tudo bem? Como posso te ajudar?
Powered by