Siga-nos nas redes sociais

A tecnologia está em uma evolução diária. Acompanhar essas constantes mudanças pode ser difícil para empresas que não possuem um foco nesse setor, mas que desejam desenvolver soluções atuais, inovadoras e capazes de acompanhar a competitividade do mercado.

Por este motivo, o Outsourcing de Desenvolvimento vem, a cada dia mais, se tornando uma ótima opção para as empresas que desejam se manter à frente dos seus concorrentes.

Segundo dados globais divulgados pela Deloitte, 59% das empresas usam o Outsourcing para minimizar gastos, 57% para permitir o foco nas operações principais do negócio, 47% o utilizam como uma maneira de resolver problemas de capacidade e 31% afirmam que o Outsourcing aprimora a qualidade dos seus serviços.

São diversos os motivos das empresas especializadas estarem ganhando força, como preço, qualidade do produto desenvolvido e otimização de processos, já que o empresário que contrata uma dessas empresas pode focar em toda parte de gestão do seu negócio.

Para salientar esses benefícios, trouxe uma lista de 10 empresas que utilizaram o Outsourcing no desenvolvimento do seu produto. Veja abaixo!

1. Slack 

10 Empresas que Investiram no Outsourcing de Desenvolvimento de Software Slack

Em 2013, a startup precisava transformar seu produto da versão beta em um produto bem sucedido. Escolheram usar Outsourcing na criação do layout da logo, design do site, web e aplicativos móveis. Após esta decisão, a empresa levantou um investimento de US  $250 milhões. Já em 2018, o Slack estava sendo avaliado em US $7,1 bilhões. 

Por utilizarem Outsourcing no desenvolvimento de seu produto, a empresa pôde se dedicar na parte empresarial e marketing do produto. Poucas semanas após o seu lançamento, em 2014, o Slack possuía cerca de 15.000 usuários. Hoje, esse número passa dos 8 milhões.

2. WhatsApp

10 Empresas que Investiram no Outsourcing de Desenvolvimento de Software WhatsApp

Os fundadores do  WhatsApp, um dos aplicativos de mensagem mais utilizados no mundo, acharam financeiramente mais viável usar Outsourcing ao desenvolvê-lo, já que precisavam manter os custos operacionais baixos que, na época da sua criação, giravam em torno de US $250.000. 

Assim, sua equipe interna deixou a parte de desenvolvimento de lado e passou a se concentrar no suporte e atendimento ao cliente. Em 2014, apenas dois anos após o lançamento, a empresa foi vendida para o Facebook por US $ 19 bilhões.

3. Studytube

10 Empresas que Investiram no Outsourcing de Desenvolvimento de Software Studytube

A startup Studytube, sediada na Holanda, conta com uma solução digital voltada para educação online. Ela começou com colaboradores de meio período e, após um certo tempo de trabalho, ela percebeu que o que já tinham desenvolvido não seria o suficiente para ter um produto realmente sólido. 

Buscando potencializar o desenvolvimento da solução, optaram por utilizar o Outsourcing. Segundo o seu vice-presidente de engenharia, Stepan Suorov: 

A equipe é formada por pessoas confiáveis ​​que produzem código de alta qualidade. Agora os processos internos estão bem estabelecidos, estão felizes com a forma como o modelo remoto está funcionando para eles. 

4. Skype

10 Empresas que Investiram no Outsourcing de Desenvolvimento de Software Skype

Para que o Skype fizesse parte de nossas vidas, a ideia de Nikas Zennström e Dane Janus Friis não teria obtido tanto sucesso se eles não tivessem optado pelo Outsourcing no desenvolvimento de todo o back-end de seu aplicativo. 

Graças a essa estratégia de gestão, o Skype não conseguiu apenas entrar no mercado, como se tornou uma ferramenta difundida entre os mais diversos tipos de usuários. 

5. GitHub

10 Empresas que Investiram no Outsourcing de Desenvolvimento de Software GitHub

A GitHub é uma plataforma utilizada por desenvolvedores para documentar, compartilhar e editar códigos privados. Tom Preston-Werner, um de seus fundadores, queria que sua ideia pudesse ser desenvolvida com uma alta qualidade técnica, porém, ele não possuía capital para montar um time de desenvolvedores especializados.

Dessa maneira, ele resolveu optar pelo Outsourcing, onde toda a plataforma foi desenvolvida e, além dela, todo o back-end do Gist, um recurso de compartilhamento do GItHub. A estratégia deu certo e, hoje, o GitHub tem mais de 56 milhões de projetos publicados e mais de 600 funcionários.

6. Alibaba

10 Empresas que Investiram no Outsourcing de Desenvolvimento de Software Alibaba

Um dos maiores mercados online do mundo, Alibaba, também utilizou Outsourcing para desenvolver a sua solução. Quando Jack Ma decidiu desenvolver a sua plataforma de e-commerce, a mão de obra disponível na China era escassa, além disso, existiam diversas restrições à internet, que dificultariam a expansão da empresa para outros países.

Ao terceirizar o desenvolvimento do seu back-end, o Alibaba pode competir com os gigantes já estabelecidos no mercado mundial, como eBay e Amazon. Atualmente, a empresa ainda conta com parceiros terceirizados, porém, eles estão localizados, principalmente na China.

7. Google

10 Empresas que Investiram no Outsourcing de Desenvolvimento de Software Google

Pode até parecer um erro colocar o Google nesta lista, porém, eles utilizam do Outsourcing para o desenvolvimento de alguns dos seus produtos a alguns anos.

Seja em questão de especialistas em TI, desenvolvedores e tipos de trabalho de assistente virtual, o Google é um forte implementador de trabalho terceirizado para cuidar de muitos projetos nos quais eles continuamente implantam e trabalham.

Um exemplo disso, é o Google Ads, o maior serviço de publicidade da empresa e a sua principal fonte de receita, que teve algumas de suas funcionalidades terceirizadas, para poder gerar um maior ROI, retorno sobre investimento, para a empresa.

8. MySQL

10 Empresas que Investiram no Outsourcing de Desenvolvimento de Software MySQL

Lançada a mais de 20 anos na Suécia, o MySQL provou ao mundo que era algo que precisávamos quando se tratava de trabalhar e gerenciar bancos de dados. Parte de seu sucesso se deve a estratégia de optar por Outsourcing desde o início de seu desenvolvimento e o lançamento de seu código fonte sob a GNU. 

A empresa viu que sua estratégia de crescimento precisaria incluir desenvolvedores e funcionários terceirizados em todo o mundo para impulsionar as operações em cada local. Em 2017,  ela rodava em milhões de servidores e era utilizado por muitas das organizações maiores e de crescimento mais rápido do mundo, como Amazon, PayPal, Nasa, Cisco.

9. Basecamp

10 Empresas que Investiram no Outsourcing de Desenvolvimento de Software Basecamp

BaseCamp é uma solução digital voltada para empresas e gerentes de projetos, os ajudando a lidar com o desenvolvimento de seus produtos com mais eficiência. A primeira vez que ela apareceu no mercado foi em 2004, porém, sua idealizadora, a empresa 37signals (que foi renomeada com o mesmo nome da ferramenta, posteriormente) já trabalhava nela a alguns anos.

A ferramenta, primeiramente, foi desenvolvida para uso interno, porque, segundo Jason Fried, um dos seus fundadores, a empresa não estava conseguindo organizar as suas próprias demandas.

Como o foco principal da empresa não era o desenvolvimento da ferramenta, eles optaram pelo Outsourcing na sua construção. Dessa forma, o Basecamp pode ser desenvolvido de maneira focada e ágil, utilizando tecnologias condizentes com sua funcionalidade e, o melhor, não atrapalhava as outras demandas da empresa.

Atualmente, o Basecamp é uma ferramenta altamente utilizada e a empresa está presente em mais de 32 países.

10. Opera

10 Empresas que Investiram no Outsourcing de Desenvolvimento de Software Opera

Nascido como um projeto de pesquisa da Telenor, maior empresa de telecomunicação na Noruega, o Opera, teve seu primeiro lançamento em 1995, quando o projeto se ramificou em uma empresa separada, chamada Opera Software ASA que, posteriormente, foi comprada pela Oracle.

Como em muitas startups, ela gerou uma incerteza e uma das suas grandes questões era lançar o produto usando um orçamento não muito alto. Com isso, a empresa decidiu usar Outsourcing em parte do desenvolvimento para criar e implementar a plataforma.

Em 2014, o Opera possuía cerca de 350 milhões de usuários e sua versão mobile era utilizada, em 2015, por cerca de 291 milhões de pessoas.

Links para Leitura

Fechar
1
Oi, tudo bem? Como posso te ajudar?
Powered by