Siga-nos nas redes sociais

Todos os anos, entre os dias 8 e 15 de outubro, é celebrado o Ada Lovelace Day, comemoração criada por Suw Charman-Anderson, ex-diretora executiva do Open Rights Group, como parte de um projeto que dá visibilidade aos feitos das mulheres na ciência, tecnologia, engenharia e matemática.

Ada Lovelace plantou uma semente, ainda no século XVIII, ao se tornar a primeira programadora da história. Hoje, colhemos bons frutos com a constante evolução nos setores científicos e tecnológicos que, embora ainda possua mais homens, têm recebido cada vez mais mulheres e aberto as portas para receber contribuições femininas.

Em respeito a todas as contribuições feitas por Ada e todo o movimento de inserção das mulheres nas diversas áreas do conhecimento, trouxe uma lista com 10 Curiosidades sobre a vida e feitos de Ada Lovelace.

1. Ada era filha de Lord Byron

10 Curiosidades sobre a vida e os feitos de Ada Lovelace Ada era filha de Lord Byron
Fonte: Wikipédia

Ada Lovelace nasceu no dia 10 de dezembro de 1815. Seu pai era o famoso Lord Byron, que, quando soube do seu nascimento, ficou extremamente desapontado por não ser um menino, comparando o nascimento de Ada com um instrumento de tortura em sua vida.

Com apenas semanas do nascimento da pequena Lovelace, Lord Byron escreveu um bilhete para a sua então esposa, Lady Anne Isabella Milbanke Byron, falando que ele iria continuar o seu affair com uma atriz de teatro e que ela deveria encontrar um dia conveniente para sair de casa. Ele acrescentou em seu recado, de forma enfática, que a criança deveria acompanhá-la, situação que fez com que o poeta nunca mais visse a sua filha.

2. O caminho na matemática

10 Curiosidades sobre a vida e os feitos de Ada Lovelace O caminho na Matemática
Fonte: Wikipédia

Ada Lovelace nasceu de um casamento infeliz, porém, de uma relação entre duas pessoas muito talentosas. Sua mãe, Lady Anne Isabella Byron, era matemática, tendo sido tutorada, desde a infância, por um ex professor da Universidade de Cambridge, William Frend, que a ensinou literatura clássica, filosofia , ciências e matemática.

Lady Byron, temendo que sua filha herdasse a natureza poética de Lord Byron, na qual ela ligava a boemia, buscou colocá-la, aos quatro anos de idade, na mesma área de conhecimento que ela. Ada, então, foi instruída desde a primeira infância a estudar matemática e ciências.

3. A máquina voadora

10 Curiosidades sobre a vida e os feitos de Ada Lovelace A máquina voadora
Fonte: Wikipédia

Ada já demonstrava a sua natureza criativa desde pequena e, aos 12 anos de idade, ela confidenciou a mãe que queria construir uma máquina voadora. A sua ideia era desenvolver um mecanismo a vapor, em formato de cavalo, que carregasse um par de asas, possibilitando que humanos voassem em suas costas.

A jovem imaginou esse aparato após estudar a anatomia dos pássaros e a adequação de vários materiais, conhecimentos que a ajudou ilustrar todo o seu projeto.

4. O seu importante mentor

10 Curiosidades sobre a vida e os feitos de Ada Lovelace Seu importante mentor
Fonte: Wikipédia

Além de pais talentosos, Ada também teve contato com pessoas extremamente importantes na história. Aos 17 anos, ela conheceu Charles Babbage e pode observar a demonstração de parte do seu mecanismo de diferenças, uma enorme máquina de calcular matemática.

Charles, que viria a ser reconhecido como o pai do computador, se tornou mentor de Ada, fato que influenciou muito os seus estudos e os seus futuros feitos.

5. Fazendo história na programação

10 Curiosidades sobre a vida e os feitos de Ada Lovelace Fazendo história na Programação
Fonte: Wikipédia

Aos 28 anos, Ada ainda era mentorada por Babbage e, em razão disto, ela fez a tradução de um artigo escrito por Luigi Menabrea, engenheiro militar e futuro primeiro ministro italiano, a respeito da máquina de calcular inventada por Babbage.

Porém, além da tradução, Ada acrescentou diversas das suas anotações sobre o mecanismo analítico, incluindo como a máquina poderia ser programada com um código capaz de calcular os números de Bernoulli.

O artigo se tornou três vezes mais longo do que o escrito por Luigi, e foi publicado no The Ladies’ Diary e no Memorial Científico de Taylor, assinado somente com as iniciais de Lovelace, AAL.

6. Uma mente visionária

10 Curiosidades sobre a vida e os feitos de Ada Lovelace Uma mente visionária
Fonte: Wikipédia

Além de dar os passos iniciais dentro do universo da programação, Ada conseguia visualizar diversas outras utilidades para o mecanismo desenvolvido por Babbage, mesmo que este, em específico, fosse limitado a cálculos numéricos.

Ada acreditava que qualquer tipo de conteúdo, como música, texto, imagens e sons, poderia ser traduzido para a forma digital e manipulado pela máquina. Ela já visualizava aquilo que viria acontecer nos computadores atuais.

Em uma das anotações mais famosas de Ada, ela escreve que:

Mais uma vez, [o mecanismo analítico] poderia agir sobre outras coisas além do número […] Supondo, por exemplo, que as relações fundamentais dos sons agudos, na ciência da harmonia e da composição musical, sejam suscetíveis a essas expressões e adaptações, o mecanismo pode compor peças musicais elaboradas e científicas de qualquer grau de complexidade ou extensão.

7. Jogadora compulsiva

10 Curiosidades sobre a vida e os feitos de Ada Lovelace Jogadora Compulsiva
Fonte: Wikipédia

Ada, por volta dos seus 25 anos, começou a apostar em jogos de azar, hábito que acabou se tornando compulsivo e prejudicial para as finanças da família Lovelace. Segundo registros, ela chegou a penhorar os diamantes que havia herdado para conseguir pagar as dívidas que vinha acumulando.

No livro Lady Byron e suas filhas, a autora Julia Markus escreve:

Ada, incentivada por vigaristas, voltaria seus talentos prodigiosos para o jogo e para programar os resultados das corridas de cavalos.

Ada chegou a montar uma associação com seus amigos, que incluía Babbage, para desenvolver um programa que fosse capaz de prever resultados de corridas de cavalo. Sua ideia falhou, levando Lovelace a adquirir uma dívida de milhares de libras.

8. Morte precoce

10 Curiosidades sobre a vida e os feitos de Ada Lovelace Morte Precoce
Fonte: Wikipédia

Ada se casou com William 8th Baron King, em 1835, e juntos tiveram três filhos, Byron, Anne Isabella e Ralph Gordon. Após o nascimento de sua filha, Lovelace começou a ter diversas complicações de saúde que, mais tarde, se confirmaram como um câncer uterino.

Já no leito de morte, muitos amigos visitaram Ada, e um deles, em especial, se tratava do grande romancista inglês da era vitoriana, Charles Dickens. Segundo registros, ele havia lido para Lovelace uma passagem de uma de suas obras mais populares, “Dombey and Son”. Passados três meses da visita, no dia 27 de novembro de 1951, Ada faleceu.

Sua morte foi precoce, aos 36 anos, mesma idade que Lord Byron veio a falecer. Mesmo não tendo contato com o pai, Lovelace sempre foi apaixonada por suas obras e fascinada em sua vida. Por esse motivo, um pouco antes de morrer, ela pediu que fosse enterrada junto a Lord Byron, na Igreja de Santa Maria Madalena em Hucknall, na Inglaterra.

9. Reconhecimento tardio

10 Curiosidades sobre a vida e os feitos de Ada Lovelace Reconhecimento tardio
Fonte: Wikipédia

Lovelace possuía uma mente tão brilhante e a frente de seu tempo que, quando seus estudos foram publicados no ano de 1843, a tecnologia da época não tinha capacidade de colocá-los em prática, não chamando a atenção da comunidade científica.

Seu reconhecimento só veio a aparecer quase um século depois de suas publicações, quando seus estudos foram retomados no livro de BV Bowden, Mais rápido que o pensamento: um simpósio sobre máquinas de computação digital, em 1953.

Suas ideias sobre como no futuro os diferentes tipos de mídia poderiam ser manipulados por máquinas, faz total sentido com a era digital na qual estamos inseridos. Por esse motivo, a partir do nascimento da Ciência da Computação na década de 1950, Ada ganhou mais notoriedade e atraiu seguidores.

10. Homenagem

10 Curiosidades sobre a vida e os feitos de Ada Lovelace Homenagem
Fonte: Wikipédia

Em 1974, buscando universalizar a linguagem de programação usada nos sistemas do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, DoD, os militares americanos deram início a um Grupo de Trabalho de Linguagens de Alta Ordem, onde seria analisado as linguagens já usadas, cerca de 450, ou se haveria a necessidade de desenvolver uma nova.

Já em 1979, com a alternativa de usar uma linguagem existente descartada, o DoD concedeu a empresa francesa CII Honeywell Bull, o direito de desenvolver uma linguagem nova e que pudesse ser usada por todo o departamento.

Depois de pronta, o comandante da Marinha Americana, Jack Cooper, sugeriu que o nome da linguagem fosse Ada, em homenagem a Lovelace. A ideia foi abraçada por todo, sendo aprovada por unanimidade. Hoje, a Linguagem de Programação Ada é usada em diversos países, na operação de sistemas em tempo real e nos setores de saúde, aviação, financeiro, infraestrutura e espacial.

Links para Leitura

Ana Antunes

Especialista de Marketing na GoBacklog, uma empresa especializada no desenvolvimento de soluções digitais que vem mudando a forma de se criar negócios digitais de sucesso. Estudante de Economia na UFJF, apaixonada por inovação e tecnologia.
Fechar
1
Oi, tudo bem? Como posso te ajudar?
Powered by