Siga-nos nas redes sociais

Pode não parecer agora, mas o crescimento da tecnologia nas últimas duas décadas foi algo explosivo, mudando a forma como todos vivem — especialmente após a popularização da internet. Porém, o que mais mudou foi a maneira como as empresas trabalham. Em parte, isso é graças à computação em nuvem e suas funcionalidades.

Se você ainda não adota esse tipo de solução em sua empresa, saiba que já está bem atrasado em relação aos seus concorrentes. Mas é por isso mesmo que você está aqui, para aprender mais sobre o tema e descobrir qual solução de cloud computing melhor se encaixa no seu negócio.

Então, sem mais delongas, vamos explicar o que é essa ferramenta, como ela pode ajudar sua empresa e como escolher a melhor opção para você. Acompanhe!

O que é computação em nuvem?

Pense em uma grande sala de arquivo, à qual toda sua empresa tem acesso. Desde que ela seja bem organizada, todos podem visitá-la e ter acesso às informações que precisam rapidamente. Isso sem necessidade de interromper o trabalho de outras pessoas para fazer perguntas o tempo todo.

Agora, imagine a mesma situação com um arquivo virtual, ao qual todos na empresa têm acesso. Ele fica guardado em um servidor externo, que pode ser visto pelo computador, pelo celular e até pelos softwares de administração da sua empresa.

Esse lugar virtual onde os arquivos são guardados é chamado de “nuvem”, um espaço o qual todos podem acessar.

Por que a computação em nuvem é importante para seu negócio?

Facilidade de comunicação

O principal propósito das ferramentas de cloud computing é, obviamente, agilizar o compartilhamento de informações entre diferentes partes da empresa.

Ter um único local para buscar dados resolve uma série de problemas, como o tempo de viagem da informação e o conflito de versões. Desde que alguém mantenha a nuvem atualizada, todos os outros colaboradores poderão saber de tudo rapidamente.

Influência positiva na produtividade

Uma consequência de se comunicar rápido é poder terminar o trabalho o quanto antes. Com menos espera para receber um relatório ou buscar uma informação, qualquer serviço pode ser completado em bem menos tempo com o mesmo nível de qualidade. Isso significa mais rentabilidade ao longo do dia e menos estresse para os profissionais.

Menor custo de manutenção

Uma das ideias da computação em nuvem como um serviço é retirar da empresa a responsabilidade de manter toda uma estrutura de servidor. Dessa forma, ela só precisa se preocupar em utilizar essa ferramenta na medida em que for necessário, não em manter todos os seus detalhes funcionando.

Informações mais seguras

Por fim, os sistemas de cloud computing, como qualquer coisa conectada à internet, também são possíveis alvos de crimes virtuais. Felizmente, a maioria das prestadoras desse serviço sabe disso e investe pesado em sistemas de proteção de dados. Em muitos casos, suas informações estão mais seguras na nuvem do que em seu próprio computador.

Quais critérios você pode seguir para escolher a solução ideal?

Políticas de segurança do provedor

Certamente, você não quer ninguém invadindo os dados da sua empresa, acessando as senhas de seus clientes ou vazando informações privilegiadas. Há vários motivos para manter esses dados ocultos, desde obrigações legais em relação ao público até estratégias de atuação no mercado.

Sendo assim, conhecer as políticas de proteção de dados da empresa é sempre muito útil. Devem haver várias garantias de que suas informações estarão seguras, mesmo diante de qualquer ataque. Se os protocolos de proteção forem muito fracos e/ou mal explicados, pense duas vezes antes de assinar o contrato.

Nível de escalabilidade do sistema

Um ponto bem importante em relação a qualquer sistema digital é sua escalabilidade — e a computação em nuvem não é exceção! De forma simples, uma solução escalável é aquela que pode ser aplicada em diferentes tamanhos de empresa (diferentes escalas) sem gerar muitos custos extras de adaptação.

Se a sua empresa está em tendência de crescimento, essa característica é ainda mais importante. Investir em serviço de cloud computing para depois ter que comprar uma solução maior, fazer novas instalações e passar pelos mesmos problemas em menos de um ano é, no mínimo, um desperdício de capital.

Qualidade do suporte ao usuário

Não é esperado que você ou qualquer pessoa na sua empresa saiba lidar com um sistema de cloud computing que você não criou. Pelo contrário, a ideia é que você se preocupe menos com ele e mais com seu core business ao longo do dia. Para isso serve o suporte técnico.

Quando o atendimento e resposta da equipe de suporte são rápidos e eficazes, você pode manter o ritmo de trabalho com mais facilidade, evitando gargalos surpresa e entregando um serviço de maior qualidade.

Reputação da empresa fornecedora

O melhor termômetro para qualquer negócio é a opinião de seus antigos clientes. Claro, nunca é possível agradar a todos, mas é de se esperar que uma empresa bem estabelecida saiba qual é seu público e como atender às suas demandas.

Com isso em mente, pesquisar a incidência de reclamações e a opinião geral do público a respeito de um provedor de computação em nuvem é um caminho bem prático para fazer sua escolha. Na verdade, você pode começar por esse aspecto e já cortar empresas que não tenham uma reputação muito boa.

Relação custo x benefício da aquisição

Por fim, mas nunca o menos importante, seu investimento deve ter alguma projeção de retorno no final das contas. Isso significa que seu sistema de cloud computing deve gerar o máximo de produtividade para o time com o menor custo possível.

Um exemplo disso é buscar um software personalizável, que inclua as funcionalidades que você mais precisa e que não o obrigue a levar aquelas que não interessam tanto. Isso reduz o custo de manutenção e evita que você perca tempo aprendendo a usar recursos que não serão úteis.

Agora que você tem essas informações, pode escolher o melhor serviço de computação em nuvem para sua demanda. Quer aprender ainda mais sobre como obter essa solução? Então entre em contato com a GoBacklog e veja como podemos ajudar!

Daniel Antunes

Fundador e CEO da GoBacklog, uma empresa especializada no desenvolvimento de projetos digitais que vem mudando a forma de se criar negócios digitais de sucesso. Empreendedor, Investidor e Graduado em Sistemas de Informação, Pós-graduado em Engenharia de Software e também em Gestão Estratégica de Negócios e Projetos, com mais de 10 anos de experiência no mercado de internet.
Fechar
1
Oi, tudo bem? Como posso te ajudar?
Powered by