Siga-nos nas redes sociais

Análise SWOT ou, como é conhecida no português, Matriz FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas, Ameaças) é um método muito utilizado na elaboração de estratégias de uma empresa ou de novos projetos.

Por meio dela, são feitas análises de cenários e planejamentos voltados especificamente para o segmento de mercado em que a organização se encontra.

SWOT é a sigla em inglês para:

  • Strengths que quer dizer Forças
  • Weaknesses sendo Fraquezas
  • Opportunities na tradução Oportunidades
  • Threats, as Ameaças

A Matriz SWOT é creditada a Albert Humphrey, que entre os anos 60 e 70 liderou uma pesquisa na Universidade de Stanford (EUA). Desde então, a Análise SWOT tem sido utilizada por muitos gestores em diversas corporações pelo mundo, fazendo dela um dos principais métodos de planejamento empresarial aplicados até hoje.

Para a confecção da Matriz são realizadas pesquisas de todos os aspectos de uma determinada organização, onde é possível ter uma ampla visão do empreendimento. Isso resulta na identificação dos aspectos favoráveis ou não dentro e fora da empresa.

O resultado é o pontapé inicial, não só para criação de novos projetos, mas também para a melhoria de um negócio. Por meio dela, é possível identificar e avaliar os ambientes internos e externos da empresa, o que te ajudará a desenvolver métodos para aperfeiçoar sua atuação no mercado.

Por que fazer um planejamento estratégico em sua empresa?

Planejamento é a palavra de ordem para quem quer estar sempre preparado para as adversidades que, eventualmente, podem surgir no mercado. Seja planejamento pessoal, de carreira ou até mesmo uma simples apresentação de algum trabalho.

Naturalmente, se preparar torna-se essencial para executar uma tarefa de maneira correta. Assim, é possível obter bons resultados ao fazer um bom plano de negócios.

A elaboração de um planejamento não só te dá uma visão ampla da empresa e sua concorrência, como te ajuda também nas tomadas de decisões. Para estruturar uma boa estratégia para o seu negócio, é necessário, antes de tudo, conhecer de forma integral todos os pontos da sua empresa:

1. Conheça melhor o seu negócio

Para tomar decisões corretas e melhorar o que pode ou não estar ajudando em sua empresa, é preciso ter um profundo conhecimento dela. Por meio de um planejamento, você consegue ter uma maior compreensão de como agir e do que o seu negócio realmente precisa.

2. Entenda o que ajuda ou atrapalha o seu empreendimento

Você conseguirá enxergar com mais exatidão os pontos precisos do que beneficia ou que atrapalha o desenvolvimento da sua empresa. Isso ajuda muito para que você se posicione bem nas decisões e mudanças a serem feitas.

3. Simplifique na hora de organizar e direcionar sua empresa

Conhecendo melhor o seu negócio e, entendendo o que realmente agrega ou não para ele, fica muito mais fácil otimizar e dar um direcionamento mais sólido nos próximos passos que você precisará tomar. A Matriz SWOT surge como um diferencial para quem não quer ficar para trás no mercado, mas se destacar cada vez mais.

Como funciona a Análise SWOT?

Para entender melhor como funciona a Análise SWOT, é necessário conhecer bem todos os conceitos e seus principais fatores. Veja melhor como funciona cada etapa dessa análise nos principais aspectos que compõem a Matriz:

logo_analiseSwotPrimario

Forças

São fatores internos ligados à qualidade e capacidade que integram sua organização. Aqui deve-se analisar os fatores-chaves de sucesso, que são os principais motivos do progresso e desenvolvimento contínuo do seu negócio.

É preciso conhecer as características nas quais sua empresa se destaca positivamente, e quais são as suas melhores habilidades em relação aos seus concorrentes. Tendo visto isso, responda algumas perguntas:

  • Quais são as melhores características da minha empresa?
  • O que meu empreendimento tem de diferencial ou de maior destaque em relação ao meu concorrente, que me coloque numa posição melhor que a dele?
  • Consigo me adaptar facilmente às mudanças necessárias?

Identifique no seu posicionamento de mercado o que te diferencia do seu concorrente e faça com que o seu cliente prefira sempre você.

Fraquezas

As Fraquezas também são fatores internos, que estão ligados às atividades que prejudicam o desempenho do negócio como um todo. É interessante olhar com cuidado determinados pontos em que a empresa tem algum problema ou dificuldade, e o que impede sua melhoria.

É de extrema importância ser sincero nessa etapa. Deve-se ficar atento se, nessas fraquezas, existem grandes desvantagens em relação ao seu concorrente. Analise a sua localização, se há falhas na logística, as tecnologias utilizadas e outros pontos que podem conter as fraquezas da sua empresa.

Aqui, você novamente pode levantar algumas perguntas:

  • Qual problema eu tenho enfrentado em minha empresa que tem sido recorrente?
  • Por que alguns clientes têm preferido a concorrência?
  • Quais as atividades feitas diariamente em meu empreendimento que foram identificadas como prejudiciais para o seu melhor funcionamento?

Essas perguntas são importantes para que, uma vez encontrado o problema, você possa iniciar o trabalho em seu aperfeiçoamento.

Oportunidades

Já nos fatores externos, as Oportunidades surgem como um potencializador de Forças. Elas são identificadas basicamente como tudo o que influencia no ambiente externo e colabora diretamente para somar no sucesso da sua empresa.

Dessa forma, elas surgem como diferenciais para o seu negócio, que podem ser aproveitadas se inseridas no contexto certo que você precisa.

As Oportunidades também são novidades que o Ambiente Externo oferece em crescimento e desenvolvimento para determinados segmentos.

Todos os dias são disponibilizadas diversas ferramentas que contribuem e acabam sendo fundamentais para que seu negócio se destaque e que, se bem aproveitadas, podem te deixar muito a frente do seu concorrente.

Mas, mesmo diante de tantas Oportunidades que podem surgir, nem sempre é possível que haja aproveitamento e controle de tudo. Infelizmente, por depender de fatores externos, essa questão não pode ser controlada.

Ameaças

As Ameaças que também são um fator externo, são as principais causas que comprometem toda a estrutura de uma empresa. Diversos aspectos negativos que surgem no cenário externo, como por exemplo o fator político, tem o poder de decidir sobre questões que podem interferir diretamente na execução de inúmeras atividades internas.

Essas Ameaças acontecem involuntariamente, e independentemente das mudanças que sempre acontecem no mercado. Como não dependem de ações internas, elas também não podem ser controladas. Por isso é necessário conhecer e monitorar todas as novas tendências ou mudanças no segmento da sua empresa.

Análise SWOT ou Matriz FOFA O que é e como utilizar Ameaças-min

Aspectos Internos x Externos, entenda a diferença

Na análise do Ambiente Interno é que se consegue medir as Forças e Fraquezas da empresa, já na análise do Ambiente Externo, suas Oportunidades e Ameaças.

Dentro dos quadrantes que irão compor a análise, não existe um ponto mais relevante a ser observado, na verdade, é preciso analisar todos os fatores, seja num lançamento de produtos ou em até mesmo na potencialização do seu negócio.

Cada um desses pontos estão estreitamente ligados um ao outro. Quando é feito o ligamento dos fatores internos e externos, é possível obter um resultado amplamente satisfatório.

Analisando Fatores Internos

Os fatores internos são os que estão relacionados exclusivamente à sua empresa, os quais você tem controle sobre eles. Seja trabalhando em melhorar a atuação de funcionários, ou na eliminação de deficiências de desempenho. Pode-se dizer que aqui existe um poder predominante de influenciar e alterar o ambiente inteiro da organização.

Ao fazer a análise, e determinar quais os principais pontos que contribuíram ou não para sua empresa, é preciso verificar, antes de tudo, se todas as modificações necessárias estarão ao seu alcance.

Todos os fatores internos são pontos importantes a serem analisados, pois é através dos conhecimentos acerca do seu negócio que as melhorias acontecem.

Analisando Fatores Externos

Já nos fatores externos, a empresa ou o gestor não tem controle nenhum sobre os imprevisto que ocasionalmente irão surgir. Elas não podem ser modificadas ou impedidas, por serem ambientadas completamente fora da esfera das organizações e acontecerem independentes dela.

Fatores econômicos que acabam sendo impostos pelo governo, por exemplo, são uma das formas de influência externa sobre o empreendimento.

Se esse fator econômico for positivo sobre o seu segmento, existe aí uma oportunidade de usá-lo a favor do seu negócio. Entretanto, se ele afetar negativamente, acaba se tornando uma ameaça.

Mas ainda que esses aspectos sejam determinantes na sua atuação no mercado, é recomendável que haja, com frequência, o monitoramento de tudo o que é novo, com o objetivo de diminuir os impactos das Ameaças.

Ambientes Organizacionais

Ainda no contexto desses fatores internos e externos, existem o Microambiente e Macroambiente. Eles são compostos por determinados fatores próximos à empresa, como por exemplo as mudanças que ocorrem nos aspectos tecnológicos, políticos e sociais e que, direta ou indiretamente, sofrem com as interferências dos ambientes.

O Microambiente e o Macroambiente envolvem ainda outras organizações e atuam na colaboração ativa da influência de competições empresariais, seja ela no âmbito político, que é o externo, ou de questões internas à empresa, ligados à operação da mesma.

Se você ainda não entendeu como isso pode prejudicar sua empresa, veja um pouco mais a seguir como são esses ambientes.

Microambiente

No Microambiente, a parte interna compreende todas as coisas que dizem respeito ao funcionamento e produtividade dentro da empresa e que se possui autonomia para executar mudanças, como funcionários, setores de vendas, marketing, financeiro e etc.

Já no âmbito externo, compreende todas as coisas que dizem respeito ao mercado e aos acontecimentos que são considerados incontroláveis. Exemplo: uma empresa não pode controlar seu concorrente.

O Microambiente é composto por:

  1. Empresa
  2. Fornecedores
  3. Público relevante
  4. Clientes
  5. Concorrentes diretos e indiretos

Nesse contexto, o Microambiente basicamente consiste em diversas Forças próximas à empresa que têm grande influência na capacidade competitiva.

Macroambiente

No Macroambiente, todas as Forças que estão relacionadas ao ambiente externo, exercem um poder que está além de qualquer ação da empresa, e portanto não podem ser controladas. Mas que, por abranger grande escala, ela exercem ainda uma enorme influência no Microambiente.

Nesse contexto, o Macroambiente é composto por diversas forças externas que tem grande influência de modificações, algumas delas são:

  1. Demográficas
  2. Econômicas
  3. Naturais
  4. Tecnológicas
  5. Político-legal
  6. Ambientes Culturais

Mesmo que esses fatores sejam controláveis ou não pela empresa, o ideal é sempre estar acompanhando todas as mudanças que acontecem dia após dia no mercado.

Análise SWOT ou Matriz FOFA O que é e como utilizar E agora-min

Já identifiquei os pontos fortes e fracos, e agora?

Ao fim da análise desses aspectos, são feitos as junções dos Ambientes Internos e Externos. Usando exemplos onde a Força se junta à Oportunidade e a Fraqueza na Ameaça, o resultado é que uma contribui para outra. Nesse contexto, podemos fazer a ligação desses pontos:

Imagine uma hotelaria no centro de uma cidade, onde no próximo mês irá sediar jogos universitários. O fluxo de pessoas é enorme e a demanda é grande. A localização é próxima de onde acontecerão as festas e todo o evento em geral.

Aqui podemos ver a junção de Força + Oportunidade, a localização, que é privilegiada e central, é a Força, sendo ela um ponto forte e positivo. Já a cidade sediar os jogos vem como uma grande Oportunidade de lucratividade para hotelaria, que pode ainda oferecer promoções e descontos.

Agora, imagine que essa mesma hotelaria está com um péssimo atendimento e que, há algum tempo já vem tendo reclamações. Um outro hotel concorrente está um pouco mais longe do centro, mas as suas recomendações faz com que a procura por ele aumente com relação à que tem a localização melhor.

Fazendo a ligação desses pontos, da Fraqueza + Ameaça, podemos perceber que a Fraqueza está nas reclamações feitas pelos hóspedes e a Ameaça nas recomendações cada vez maiores do concorrente.

Seria interessante, ainda, olhar nos pontos Força + Ameaça e ver, diante dos problemas levantados, quais as Forças que se destacam e podem ajudar a minimizar as Ameaças.

Todas essas questões devem ser colocadas na matriz e avaliadas detalhadamente para que ao final sua análise seja um sucesso e gere reflexões.

Sua empresa precisa da Análise SWOT?

Na visão geral de mercado, somente quem conhece toda sua estrutura interna e tem grande visualização estratégica do cenário externo, pode criar condições e objetivos claros para se manter a um passo à frente de um concorrente.

Para haver mudanças e firmeza nas tomadas de decisões, é necessário um planejamento e visão total acerca do negócio. Dessa forma, a Análise SWOT te auxiliará no alcance de maiores resultados e obtenção de um diagnóstico completo da sua empresa, para possíveis mudanças e melhorias.

Sendo assim, se o sucesso da sua empresa é a sua maior meta, não resta dúvidas de que a Análise SWOT é uma etapa imprescindível para seu sucesso.

Quando e quem deve fazer a sua Análise SWOT?

Para uma empresa que está em seu início, é importante que essa análise seja realizada tanto para se ter um norte de onde e como seu empreendimento precisa ir, quanto para fazer comparações do que mudou e o quanto mudou. Ela te ajuda a avaliar os processos.

Já para empresas que estão há um certo tempo no mercado, o ideal é que seja elaborada o quanto antes. Recomendamos que a Análise SWOT seja feita periodicamente, em intervalos de 6 meses, de acordo com as necessidades que vão sendo apresentadas na Matriz.

Essa frequência de análise são necessárias para que as diversas variações no mercado, tanto de maneira interna quanto externa, sejam notadas e que as suas decisões e passos tomados, baseados na Matriz, sejam assertivos.

Já sobre quem deve fazer a Análise SWOT, assim como qualquer plano organizacional de uma empresa, deve ser os fundadores e/ou sócios, o que não impede de que seja feita com a ajuda de outros profissionais.

Caso seja uma empresa de pequeno porte, é possível que o próprio empreendedor consiga fazer essa análise sem nenhum problema, por ser bastante simples.

Mas se a sua empresa for de grande porte, e houver um setor de Marketing, é recomendado que o gerente desse departamento te auxilie ao fazer essa análise, uma vez que esse setor possui dados sobre sua empresa e em relação à concorrência.

O essencial seria olhar a área de atuação da empresa, se é de grande ou pequeno porte e quais os objetivos a longo e médio prazo foram pré-estabelecidos em análises anteriores.

Análise SWOT ou Matriz FOFA O que é e como utilizar Na pratica-min

Aplicando na prática

Aqui você pode entender um pouco melhor como fazer a Análise SWOT, passo a passo:

  1. Observe os Fatores Internos: Forças e Fraquezas
  2. Observe os Fatores Externos: Oportunidades e Ameaças
  3. Aqui é feito a análise do Macroambiente e Microambiente
  4. A próxima etapa é elaborar a Matriz SWOT, destacando tudo o que for mais importante, aquilo que segundo sua avaliação, tem maior predominância em alavancar ou desestruturar sua empresa
  5. Feito isso, é hora de ser objetivo: enumere e liste todos os principais pontos positivos e pontos negativos da Matriz

Veja esse exemplo:

Foram feitas análises da empresa no segmento de estética e beleza e o gestor fez os seguintes apontamentos:

Forças

  • Taxa de excelência e recomendações dos procedimentos
  • Ambiente visualmente em perfeitas condições
  • Ótimo atendimento

Fraquezas

  • Demanda alta superlota horários (em dias de semana e finais de semana)
  • Por alugar aparelhos estéticos, o valor dos procedimentos são mais altos

Oportunidades

  • Poder criar clube de vantagens
  • Ampliar a empresa para realizar novos procedimentos que surgiram no mercado

Ameaças

  • Não possui a melhor localização da cidade
  • O concorrente possui aparelho estéticos próprio, o que diminui o valor dos procedimentos

No resultado dessa análise, podemos ver que os pontos positivos que a empresa tem, bate de frente com os da concorrência. Apesar da excelência e das boas recomendações, por não ter aparelhos estéticos próprios seus valores acabam sendo mais altos.

As Ameaças ainda complicam esse cenário por não possuir a melhor localização da cidade, mas com Oportunidades de realizar novos procedimentos que estão sempre surgindo no mercado e sendo procurados por diversos clientes.

Ao criar também clube de vantagens, por exemplo, é possível manter e atrair novos clientes para o negócio, já que os procedimentos e o atendimentos são impecáveis.

Algumas dicas extras

  • Não tenha medo ao colocar as principais características na Matriz. Conhecer e identificar qualidades e defeitos em seu negócio são essenciais para seu sucesso
  • Esteja sempre atento ao que o mercado pede. Com as mudanças constantes, você não quer ficar para trás, não é mesmo?
  • Não há mudança sem pleno conhecimento. Com o auxílio da sua equipe de Marketing, faça a análise da sua empresa

Conclusão

A Análise SWOT é uma das principais formas de se ter uma visão completa sobre todas as questões que dizem respeito à sua empresa, seja dentro ou fora dela.

Através da análise de cenários, a Matriz SWOT pode se tornar uma grande aliada no sucesso do seu empreendimento. É a partir daí que surgem as enormes possibilidades de melhorias em seu negócio.

Não tenha medo de usar a Análise SWOT ou descobrir o que vem atrapalhando o desenvolvimento de seu negócio. É por das informações adquiridas que essa ferramenta se torna extremamente útil e auxiliar em seu planejamento.

Executá-la com habilidade não é fácil, nós sabemos. Exige muito esforço para conhecer todos os aspectos da sua própria empresa e tomar difíceis decisões com base nas descobertas. O papel fundamental dos gestores ao fazer essa análise, é justamente a busca pelo aperfeiçoamento e conhecimento integral de todos os aspectos no ambiente empresarial.

Mais do que atuar bem no mercado, o desejo é sempre de se sobressair diante da concorrência. O objetivo é único: estar sempre em primeiro lugar e com excelência naquilo que se faz.

Não é muito difícil, se você tiver paciência e foco constante na melhoria.

Bem, eu acredito que você tenha entendido como a Análise SWOT funciona e já pode reunir sua equipe de Marketing para montar a Matriz.

Mas se você ainda deseja saber mais como elaborar estratégias, nós temos um texto sobre plano de negócios que irá te auxiliar. Confira!

Links para leitura

Priscylla Silva

Especialista de Marketing na GoBacklog, uma empresa especializada no desenvolvimento de soluções digitais que vem mudando a forma de se criar negócios digitais de sucesso. Jornalista, apaixonada por Marketing e uma grande fã de inovações tecnológicas.
Fechar
1
Oi, tudo bem? Como posso te ajudar?
Powered by